sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

TRÈS EXCITANT

O perfume dele era estonteante, rescendia a fêmeas em êxtase, fogosas, sedentas, bem ao estilo sexo-explícito-em-cima-da-mesa-de-jantar-num-domingo-vendo-sílvio-santos. Ela era máscula em sua virgindade franciscana, só depurada e deliciada pelos dedos que lhe adentravam zíper nas noites de drive-in. Na danceteria da cidade, eram os únicos que dançavam em plena liberdade. Os outros se ocupavam com aspectos mais importantes desses mesmos eventos, como jogar dominó ou coçar ora com a esquerda, ora com a direita : um pouco de criatividade no sexo torna as coisas mais divertidas, sussurravam entre si, entre aspargos e cenouras defumadas que ninguém comia. Eu, hein!

Nenhum comentário:

Postar um comentário