quarta-feira, 24 de março de 2010

Gostaria de poder te dizer muitas palavras

Gostaria de poder te dizer muitas palavras,
mas elas se param na minha garganta,
Minha garganta seca e sedenta de luz e ar.
Gostaria também de poder evocar algumas dezenas de anjos alados
daqueles que a gente vê nas igrejas
E na mente de alguns homens,
mas eles também me fogem ao alcance.
Fogem rápidas de mim as palavras que não digo; voam aladas
e fico sem voz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário