domingo, 30 de maio de 2010

LAMBDA

Passada a tempestade, uma poça forma-se no calçamento de arenito rosa.

Um cãozinho sedento lambe e sacia-se no centro deste pequeno lago,

Passando a língua rosada e comprida no céu que se projetava, que nesta

Se refletia.

Amanhecendo um novo dia, vem o sol e evapora um sonho bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário