sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Circus – Pequenos poemas - Sete Focas e Leões

1.

Momento a momento,
Sinto um tom que se abaixa
Uma oitava ao crepúsculo.

2.

O homem ´
É o Ser
Rodeado de hipóteses
Por todos os seu nadas.

3.

Um príncipe que guarda
Sua gema na coroa.
É um sorriso de luz azul, tênue.

4.

Passeando entre os caules,
Uma pequena saúva
Deposita um respingo de suor,
O orvalho da folha que acaba de cortar.

5.

No feixe de espadas,
O engolidor encontra, atônito,
Um ramalhete de violetas.

6.

A pele esverdeada e enrugada,
Suspensa por paus cheios de nódoas.
O feto aconchegante de bebês prematuros.

7.

Nas cornetas,
O solo de uma pantomima de Pirandello
Gera um (virtual)/(virtuose) espaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário