domingo, 10 de abril de 2011

Poema macrobiótico em 5 tempos

1° tempo
Salsinhas piquei
Abóboras, repolhos e batatinhas
Couve-flores refoguei
Com chuchus e tomates madurinhos

2º tempo
Até que concluí
Que nada mais chato que ser vegetariano

3º tempo
Acrescentei miúdos de frango
- Nenhum efeito sustou.

4º tempo
Então resolvi bancar o natural
Viver à luz do Sol.

5º tempo
Desde então,
Um pé de alface sou.

(84/nov.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário