terça-feira, 12 de abril de 2011

Saí

Saí
com um gosto de ternura
nos lábios.

Não soube dizer
Se porquê
Ou se como.

Motivos
Talvez, não sejam
Essenciais.

Tampouco razões.

O que importa
É o grande espetáculo
Que se desenrola
A cada dia.
A vida.

E a ternura
Permanece
Nos lábios já sem cor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário