segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Transitoriedade IV

Quando eu existia, o mundo era mais simples,
Confinava-se a perguntas e respostas.
Jovem, muito tempo pensei
Em perguntas que me eram feitas
E em suas respostas;
Pensei também nas perguntas que poderia fazer
E em que resposta obteria
Para elas.
Isso tudo foi há muito tempo
(E eu pensei que até havia me esquecido).
O tempo é uma farsa;
As perguntas não existem,
Tampouco eu.


(manuscrito/07/02...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário